Acreditando sempre no que faço!


Votação
 Dê uma nota para meu blog


relojes web gratis

Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


UOL
Outros sites
 CIRCUITO REGIONAL
 BLOG DO VEREADOR CIDINHO
 FRANCA ESPORTES - PROFESSOR ADRIANO
 BLOG DO PROFESSOR PAULO
 DONI BIAZI - Locutor
 CIDADE FM ONLINE
 HR MULTIMIDIA - SERVIÇOS



Search this Site with PicoSearch
 
HÉLIO RODRIGUES


PRECE DE CÁRITAS - CD NOSSAS ORAÇÕES



Escrito por HR Comunicação Multimídia às 08h39
[] [envie esta mensagem] []



UM ORGULHO, UMA LEMBRANÇA

A foto, embora em baixa resolução, mostra a homenagem que a Câmara de Vereadores prestou aos vereadores que elaboraram a Lei Orgânica do Município de Franca há 20 anos.
Sinto-me honrado de ter sido o Relator da Lei Orgânica e, depois, o autor do atual Regimento Interno da Câmara Municipal.
Aparecem na foto da homenagem, Marlon, representando seu pai, Wilson Olien Sanches e os vereadores da época: Gilmar Dominici, Jepy Pereira, Marcos Faleiros, Gilson de Souza, Maria Isabel Bel Nascimento Guimarães, Luiz Carlos Fernandes, Valdes Rodrigues, Hélio Rodrigues e Ronaldo Sathler.
Faltam na foto, Manir Bittar, Antônio Manoel de Paula - Tonhão e Adelmo Martins, já faleceidos, além de Evaldo de Oliveira e Fábio Cândido que não puderam comparecer no dia da homenagem.
Uma Câmara de gente muito consciente de seu papel, realmente dedicados à cidade.



Escrito por HR Comunicação Multimídia às 20h18
[] [envie esta mensagem] []



A PRIVATARIA PETISTA


Thelmman Madeira de Souza
        
Eleito presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema, em 1975, Lula mostrou a que veio, ao se posicionar contra a intervenção estatal na economia e manifestar aversão por discussões teóricas, afirmando que o socialismo estaria na cabeça dos trabalhadores e não nos livros. Com uma visão utilitária da atividade sindical, Lula aproveita-se das circunstâncias da greve que parou o ABC paulista, em 1979, para criar o Partido dos Trabalhadores, iniciativa do agrado dos militares, que já contavam com um sindicalismo de resultados, à americana, e, agora, passariam a contar com um falso partido de trabalhadores para engambelar a massa operária, afastando-a da esquerda autêntica, com o fito de criar um ambiente mais propício à transição democrática, planejada pelo coronel Golbery do Couto e Silva, chefe da Casa Civil do presidente Ernesto Geisel. A cooptação de Lula pelo regime militar dificultou a reintegração política dos anistiados que retornavam, em especial Brizola, temido pelos golpistas de 1964.
        Com a criação do PT, no ano de 1979, em São Paulo, surge uma nova organização sindical, cujo objetivo claro era enfraquecer os sindicatos ligados aos trabalhistas e comunistas, conforme o desejo de Golbery. Lula e o PT apresentam-se, então, como algo novo na política brasileira, fato desmentido pelo tempo, uma vez que sindicalista e partido reprisavam a velha política, em nova roupagem, repleta de ambições e oportunismo.
        Legalizado, em 1980, o PT disputa a sua primeira eleição presidencial, em 1989, com a derrota de Lula para Collor. As tentativas seguintes de chegar à Presidência da República também fracassaram, fazendo com que ele impusesse condições para disputar a sua quarta eleição. Aceitas as exigências, expurga-se o caráter socialista do programa petista e busca-se uma aproximação ideológica com os tucanos.
        Na quarta tentativa de Lula chegar à Presidência da República, em 2002, antes mesmo das eleições, o PT já se rendia ao discurso neoliberal, com a “Carta aos Brasileiros”, uma traição ao nosso povo, escrita e confessada sem o menor pudor. A partir daí, criaram-se as condições para alianças espúrias com os setores mais conservadores de nossa sociedade, de modo a garantir a vitória de Lula nas urnas. Eleito presidente da República, Lula diz que recebeu de FHC uma herança maldita, da qual jamais quis se desvencilhar: eram as privatizações de segmentos estratégicos do Estado brasileiro, verdadeiro assalto ao patrimônio público do país, promovido pelos tucanos que pagaram para vender, por exemplo, a Companhia Siderúrgica Nacional.
        No entanto, ao contrário do discurso para a plateia, responsabilizando o antecessor pela destruição da nossa economia, Lula dava continuidade ao Programa Federal de Desestatização, deflagrado por FHC em 1995, privatizando milhares de quilômetros de rodovias federais, concedendo parte da Ferrovia Norte-Sul para a Vale do Rio Doce por trinta anos pelo valor de R$ 1,4 bilhão, o que proporcionou gordas contribuições à campanha de sua sucessora, e licitando e entregando, criminosamente, 30% do Pré-Sal para concessões, com o apoio da, então, ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.
        Hoje, muito se fala da privataria tucana, mas pouco se fala da privataria petista, talvez, por esta se dar na calada da noite, de fininho. Seguindo os passos do seu mentor, a presidente Dilma dá continuidade à privatização do Estado brasileiro, na contramão do seu discurso de campanha, quando dizia que era necessário manter os setores estratégicos do Brasil em poder do Estado. A privatização dos bens públicos apareceu mais cedo do que se esperava no governo atual. A Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016 são uma ótima desculpa para privatizar os nossos melhores aeroportos, altamente movimentados e lucrativos. Nesse sentido, outras medidas privatizantes integram o Plano Plurianual (PPA) 2012-2015 do governo Dilma que propõe a privatização de estradas, do petróleo, da previdência pública, por meio da regulamentação da Lei 1.992/07, que cria a Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal, dos Correios, de empresas de energia elétrica e dos parques nacionais com grande potencial de visitação. Tudo isso, irrigado com muito dinheiro público do BNDES, como nos tempos de FHC. A fúria privatista e entreguista de Dilma cobre de opróbrio o povo brasileiro. A palavra de ordem é vender tudo que der para vender, desossar o país, deixando-o sem estrutura para soerguer-se. Para isso, conta com a ajuda da grande mídia, passando a ideia do Estado ineficiente para gerir os serviços públicos, como saúde e educação, e da necessidade da venda das estatais para capitalizar o Estado brasileiro. Como era de se esperar, a “queima” das estatais não capitalizou o Estado brasileiro, muito menos reduziu as nossas dívidas interna e externa, isto porque, na negociação, os governos petistas, à semelhança dos governos tucanos, vêm aceitando títulos públicos adquiridos pela metade do valor de face, moedas podres. É esse o legado petista para as futuras gerações: o leilão das nossas riquezas para os interesses estrangeiros.


Thelman Madeira de Souza é médico



Escrito por HR Comunicação Multimídia às 07h53
[] [envie esta mensagem] []



HÉLIO RODRIGUES SE AFASTA DA DIFUSORA POR 30 DIAS

A partir desta sexta-feira o jornalista e radialista Hélio Rodrigues ficará afastado da apresentação do Programa Hora da Verdade, pela Rádio Difusora AM, por 30 dias. O horário será preenchido pela extensão do programa Show da Manhã, de Valdes Rodrigues, até o meio-dia.

O afastamento anunciado ontem causou diversos telefonemas e mensagens de ouvintes e amigos do radialista, preocupados com o fato de que a motivação anunciada foi de "tratar de assuntos particulares". Na verdade, a motivação é por uma razão que Hélio Rodrigues considera um "problema particular" que o envaidece: o excesso de trabalho, devido ás atividades que ele como jornalista desenvolve à frente de sua agência de comunicaçao social HR Comunicaçao Multimídia.

"Nosso trabalho pela HR Comunicação Multimídia cresceu além do esperado e de repente precisamos repensar e reorganizar as coisas. Quero desenvolver tanto minhas atividade particulares quanto profissionais na plenitude do que estou acostumado e por isso acho que o Programa Hora da Verdade precisa de um carinho maior de minha parte. Vou reorganizar as demais coisas e estar preparado para os desafios que o programa me coloca diariamente como profissional".

O radialista apresenta seu programa Hora da Verdade nesta quinta-feira, das 11h às 12h e a partir da sexta-feira entra de licença não-remunerada, a pedidos, até dia 30 de julho.

"Agradeço a todos que me enviaram mensagens e telefonaram achando que estávamos saindo do GCN Comunicação. É apenas um breve período de licença. Agradeço tambem a compreensão da direção do GCN por nos conceder este pedido, o que me faz acreditar ainda mais nos propósitos desta grande empresa".

Obrigado a todos!

 

 



Escrito por HR Comunicação Multimídia às 08h07
[] [envie esta mensagem] []



ALCKMIN ENTREGA OBRA E ANUNCIA DUPLICAÇÃO E MELHORIAS NA CÂNDIDO PORTINARI

Em dia festivo, o Governador do Estado de SP, Geraldo Alckmin esteve em Rifaina nesta sexta-feira, 17/06 para inaugurar as obras de retificação da curva no km 459 da Rodovia Cândido Portinari, na divisa com Pedregulho. O governador foi recebido pelo Prefeito Hugo César Lourenço e pelo vice-prefeito Abrão Bisco Filho e por dezenas de autoridades, entre as quais o Deputado Estadual Gilson de Souza (DEM), prefeitos, vereadores e convidados de toda a região, além de grande parte da população rifainense. O Governador chegou por volta de 16h30 em helicóptero que pousou no Estádio Municipal. Foi recebido com festa no Calçadão da Praia onde ocorreu a inauguração à distância dos pontilhões que serviram para duplicar a pista num trecho de 3,4 km na antiga “Curva da Morte”.
O Bispo da Diocese, Dom Pedro Luiz Stringhini foi o primeiro a usar da palavra, abençoando a obra e pedindo uma oração em favor de todos que se utilizam da estrada. Os deputados Dr. Ubiali e Gilson de Souza que acompanhavam a comitiva do Governador Alckmin também falaram em seguida. Gilson de Souza reiterou sua emoção de participar de momento tão importante para toda a região, pois a luta para conseguir a obra que custou R$ 33,3 milhões foi incansável, mas coroada de êxito.
O Prefeito Hugo César Lourenço custou conter a emoção, mas conseguiu expressar em poucas palavras o que o fim da Curva da Morte significa para os usuários, a população de Rifaina e a ele, como prefeito. Pediu que o governador olhasse com carinho a possibilidade de transformar Rifaina em Estância Turística Estadual, fortalecendo o caminho já iniciado por sua administração de fortalecer a economia da cidade com exploração de seu potencial turístico. O prefeito foi demoradamente aplaudido antes e depois de seu discurso.
O Governador Alckmin iniciou sua fala discorrendo sobre as obras da Curva da Morte, destacando o papel do Estado na resolução do traçado da estrada que matou dezenas de pessoas ao longo de 40 anos de sua existência. O Chefe do Executivo Estadual também falou sobre a transformação de Rifaina em Estância Turística: “Existe uma fila de pedidos para transformação de cidades em estâncias, mas assim que Rifaina tiver aprovado o Projeto pela Assembléia Legislativa, por mérito ela estará automaticamente inserida nesta situação. Mas no que o Prefeito Hugo precisar, vamos ajudar para melhorar ainda mais estas belezas naturais que a cidade de Rifaina tem”.
O Governador Alckmin assinou, em seguida, o Decreto denominando “José de Paula Vieira” os viadutos construídos na Curva, homenageando a mulher do homenageado (que foi ex-prefeito da cidade), Almira Salomão e a filha dela, atual vereadora na cidade, Renata Salomão Vieira. O projeto de denominação aprovado pela Assembléia Legislativa é de autoria do Deputado Gilson de Souza.
Alckmin, o Deputado Gilson, o Prefeito Hugo e o Prefeito Dirceu Polo, de Pedregulho, descerraram a placa inaugural das obras. O Governador, antes de retornar ao helicóptero que o levaria de volta a Franca fez questão de cumprimentar e tirar fotos com populares que estavam presentes ao evento.
Após a cerimônia o Prefeito Hugo se mostrava aliviado e contente. “Passamos por dias de muita tensão, pois é muita responsabilidade receber um Governador de Estado. Felizmente tudo correu bem e o sonho está definitivamente realizado: a Curva da Morte não existe mais. Rifaina é muito agradecida ao Governo do Estado, ao Deputado Gilson e às autoridades governamentais que tornaram este sonho possível. Obrigado de coração, mesmo”, disse Hugo.
O Governador Alckmin, que havia recebido pela manhã um abaixo-assinado com 12 mil assinaturas organizado pela Associação das Câmaras Municipais do Nordeste Paulista aproveitou a inauguração para anunciar a duplicação da Rodovia Cândido Portinari. “Vamos inicialmente fazer o recapeamento de 14 km (do Posto Paineirão até o trevo para Jeriquara) e realizar obras de recapeamento, acostamento e terceira faixa até Rifaina. Isso será feito já em 2012”, disse o Governador sendo muito aplaudido. De Rifaina Alckmin retornou de helicóptero para Franca de onde pegou o jatinho do Governo do Estado e se dirigiu a São José do Rio Preto, onde participaria de outro evento antes de retornar à Capital.

ACAMUNOPA COMEMORA ANÚNCIO DA DUPLICAÇÃO E RECAPEAMENTO DA PORTINARI


Os vereadores e as Câmaras Associadas à Associação das Câmaras Municipais do Nordeste Paulista – ACAMUNOPA – estão comemorando o anúncio feito na sexta-feira, 17/06 pelo Governador Geraldo Alckmin, em Rifaina, de que está autorizada a licitação para o Projeto Executivo de duplicação da Rodovia Cândido Portinari entre Franca e o trevo para Jeriquara (trecho de 14 km) além de recapeamento, acostamento e terceira faixa do trevo de Jeriquara até Rifaina.
O anúncio do Governador foi feito depois que ele recebeu, no período da manhã, do Presidente da ACAMUNOPA, vereador Odilon Bernardes (PSDB), o abaixo-assinado por 12 mil pessoas mobilizadas pela entidade, pedindo a duplicação da SP-334 entre Franca e Rifaina. A entrega do abaixo-assinado foi feita pelo Presidente Odilon Bernardes ao próprio governador em audiência fechada, da qual participaram também o Deputado Gilson de Souza, o Deputado Ubiali e o Prefeito de Franca, Sidnei Franco da Rocha.
“Vamos inicialmente fazer o recapeamento de 14 km (do Posto Paineirão até o trevo para Jeriquara) e realizar obras de recapeamento, acostamento e terceira faixa até Rifaina. Isso será feito já em 2012”, disse o Governador sendo muito aplaudido durante a cerimônia em Rifaina, quando ele entregou a duplicação de 3,4 km na Serra de Rifaina, na qual foram construídos três pontilhões que acabaram com a “Curva da Morte”. As obras devem começar já em 2012, segundo Alckmin.
O Governador explicou depois, em entrevista coletiva à imprensa, de que o restante da Rodovia poderá ser duplicado caso a Procuradoria Geral do Estado e a Autovias consigam segurança jurídica para a obra. A concessão de novos trechos de rodovias paulista está em discussão no STF – Supremo Tribunal Federal.
Após o anúncio o Presidente da ACAMUNOPA, Odilon Bernardes, estava eufórico: “Foi a primeira grande mobilização da Associação e conseguimos êxito em nossos objetivos. O fato de o Governador nos receber da forma como recebeu durante sua visita ao COMAM mostra a força política de nossa entidade que pode ser ainda mais fortalecida, caso mais Câmaras venham trabalhar em parceria com a gente. Agradeço aos diretores, associados e colaboradores da Associação pela mobilização realizada sobre esta reivindicação”, disse Odilon Bernardes. Ele também destacou que o “Painel do Vereador”, realizado durante o 3º Congresso dos Municípios e coordenado pela ACAMUNOPA foi um dos mais concorridos do evento, o que também atesta o crescimento da entidade que reúne os Poderes Legislativos da região nordeste do Estado de SP.

DIRCEU POLO PARTICIPA DA INAUGURAÇÃO DAS OBRAS NA CURVA DA MORTE


O Governador Geraldo Alckmin, o Deputado Gilson de Souza e os prefeitos Hugo Lourenço (Rifaina) e Dirceu Polo (Pedregulho) foram as quatro autoridades que tiveram a honra e entram para a história na solenidade de inauguração dos pontilhões e da duplicação de 3,4 km que acabaram com a Curva da Morte, na Serra de Rifaina. A solenidade ocorreu nesta sexta-feira, 17/06. O Prefeito Dirceu Polo foi convidado a descerrar a placa junto com o Governador e demais autoridades, pois a obra foi construída bem na divisa entre os dois municípios. “Como toda a população da região estamos orgulhosos e aliviados com a inauguração desta obra. No mesmo dia em que se resolve este grave problema da Curva da Morte, o Governador ainda nos deu a alegria de anunciar a duplicação de 14 km da Cândido Portinari e o trevo para Jeriquara, além de recapear, construir acostamentos e terceira faixa no trecho que passa por Pedregulho e vai até Rifaina”, declarou o prefeito Dirceu Polo à imprensa. Na foto, o momento em que Geraldo Alckmin, o Deputado Gilson de Souza e os prefeitos Hugo Lourenço (Rifaina) e Dirceu Polo (Pedregulho), descerram a placa inaugurativa das obras que deram fim à Curva da Morte.



Escrito por HR Comunicação Multimídia às 08h05
[] [envie esta mensagem] []



EM DIA HISTÓRICO, RIFAINA INAUGURA PONTILHÕES QUE ACABAM COM A “CURVA DA MORTE”

O Governador Geraldo Alckmin, o secretário dos Transportes Saulo de Castro Abreu, o Prefeito Hugo Lourenço e o Deputado Gilson de Souza inauguram nesta sexta-feira, 17/06, às 15h30, as obras de retificação da Rodovia Cândido Portinari (SP-334) na Serra de Rifaina. A duplicação do trecho e a instalação de três pontilhões puseram fim à “Curva da Morte” que ao longo de quatro décadas provocou inúmeros acidentes com dezenas de vítimas. A inauguração ocorrerá no Calçadão da Praia, na Avenida Calixto Jorge, defronte ao número 260, em Rifaina.
O Governador Alckmin chega a Franca por volta de 9h desta sexta-feira, encerra o Congresso do COMAM e vai a Ribeirão Preto, participar com a Presidenta Dilma do lançamento do Plano Agrícola 2011. À tarde Alckmin retorna novamente à região para a inauguração em Rifaina.
As obras na Curva da Morte consumiram R$ 33,3 milhões em contrato firmado pelo Governo do Estado, através do DER com a Leão Engenharia que abriu a nova pista há duas semanas. A pista simples antiga se transformou em subida da Serra de Rifaina, no sentido sul (Rifaina a Pedregulho) enquanto a nova pista com os pontilhões é de descida (sentido norte, de Pedregulho a Rifaina). O local já está totalmente sinalizado e o local onde mais aconteciam acidentes, a curva acentuada do km 459 não oferece mais perigo, pois por ele só trafegam quem sobe a serra, em velocidade menor. Os acidentes no local eram causados pela descida acentuada e curva fechada, que causava descontrole de veículos pesados que caíam numa ribanceira ou colidiam com veículos que subiam.
“Hoje é um dia histórico para a nossa cidade e a população de Rifaina, bem como todos os demais usuários da rodovia têm muito a agradecer ao Governador Alckmin. Por isso, convido a todos a participarem da inauguração que por questões de segurança e conforto dos participantes, será no Calçadão da Praia”, disse o Prefeito Hugo Lourenço.



Escrito por HR Comunicação Multimídia às 07h23
[] [envie esta mensagem] []



PROMOTOR FALA SOBRE DEMOLIÇÃO DE "PUXADINHOS" DO LEPORACE

O Promotor de Habitação do Ministério Público Estadual em Franca - Carlos Henrique Gasparoto - concedeu entrevista ao jornalista Hélio Rodrigues, no Programa Hora da Verdade pela Rádio Difusora. Ele falou sobre a ação de regularização dos imóveis, do conflito entre a regularização e a liminar pedida pelos lojistas e afirmou que a Prefeitura deve ser responsabilizada pela autorização irregular das construções, indenizando os proprietários que terão prejuízos com a demolição. Ouça o trecho principal da entrevista exclusiva:

 



Escrito por HR Comunicação Multimídia às 12h49
[] [envie esta mensagem] []



ALCKMIN FALA SOBRE LOJINHAS DO LEPORACE E DUPLICAÇÃO DA PORTINARI



Escrito por HR Comunicação Multimídia às 08h52
[] [envie esta mensagem] []



FIM DAS SACOLAS PLÁSTICAS NOS SUPERMERCADOS PAULISTAS

A distribuição de sacolas plásticas derivadas de petróleo está com os dias contados nos supermercados paulistas. Um acordo assinado nesta segunda-feira, 9, entre o governador Geraldo Alckmin, o presidente da APAS - Associação Paulista de Supermercados, João Galassi, e  o secretário do Meio Ambiente, Bruno Covas, prevê que até o final do ano os supermercados deixarão de entregar as sacolas derivadas de petróleo ao consumidor. O objetivo é estimular a utilização de sacolas permanentes, como a tradicional "sacola de feira', reduzindo, assim, o descarte de plástico no meio ambiente. A Assinatura aconteceu durante da APAS 2011 - 27º Congresso de Gestão e Feira Internacional de Negócios em Supermercados, na capital.
“Assinamos aqui o decreto dando uma dilatação de 30 dias de prazo para recolhimento do ICMS dos negócios aqui gerados. Assinamos também um protocolo para gradualmente substituir o saco plástico por uma sacola biodegradável ou retornável, que é até o ideal. E assinamos também com o Centro Paula Souza, a criação de uma Fatec inovadora para tecnólogo na área de gestão e cursos rápidos, o Via Rápida para o Emprego, para manipulador de carne, hortifruti, operador de caixa, repositor de produtos, enfim, empregos que hoje o mercado precisa”, afirmou o governador.
Pelo acordo, os supermercados promoverão campanha nos próximos meses para estimular a mudança de hábito do consumidor, conscientizando-o para a necessidade de utilizar outros meios para o transporte das compras antes de cessar a distribuição de sacolas. A meta da iniciativa, apoiada pelo setor, é atender uma demanda da sociedade, que está cada vez mais atenta às questões ambientais.
À Secretaria do Meio Ambiente caberá esclarecer, por meio de sua rede de educação ambiental, o prejuízo causado pelo uso das sacolas descartáveis derivados de petróleo. A expectativa é atingir - com informações, sugestões e dicas - as escolas da rede estadual e os órgãos que compõem o Governo.
Se optar pela sacola descartável, o consumidor terá de arcar com o custo de produção da embalagem ecologicamente correta comercializada como alternativa às sacolas de plástico. Feita a partir de amido de milho, ela se desfaz em até 180 dias em usina de compostagem e em dois anos em aterro e estará disponível nos supermercados com valor estimado em R$ 0,19.
O objetivo é estimular o uso de sacolas retornáveis (como as de feira), ecobags (reutilizável e feita em material renovável), carrinho de feira, caixa de madeira ou mochila. Alternativas cujo custo é zero.

HR COMUNICAÇÃO


Escrito por HR Comunicação Multimídia às 05h39
[] [envie esta mensagem] []



SINDICATO DA PADRE ANCHIETA CONDENADO EM R$ 61,4 MIL POR MENTIR SOBRE REPRESENTAÇÃO DOS SAPATEIROS

JUSTIÇA REAFIRMA: FÁBIO CÂNDIDO É O LEGÍTIMO REPRESENTANTE DOS SAPATEIROS

 

A Juíza da Justiça do Trabalho Andréia Alves de Oliveira Gomide, em sentença de 30/03/2011 condenou o Sindicato da Rua Padre Anchieta a pagar indenização de R$ 30 mil por danos morais ao Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Calçados do Município de Franca. O Sindicato da Padre Anchieta também foi condenado a pagamento de multa de mais R$ 30 mil por desrespeito à decisão da Justiça do Trabalho que o impediu de falar em nome dos sapateiros de Franca e ao pagamento das custas do processo, no valor de mais R$ 1,4 mil, totalizando, portanto, R$ 61,4 mil de condenação em dinheiro.
A ex-entidade também foi condenada a publicar nos jornais Comércio da Franca e Diário da Franca, em duas edições, informando que o Sindicato do Município, presidido por Fábio Cândido, é o legítimo representante dos sapateiros francanos. O comunicado também deve ser lido em dois sábados consecutivos no programa de rádio do Sindicato da Padre Anchieta. Terá também que ler o comunicado nas quatro próximas assembléias que convocar com os demais trabalhadores. No teor dos comunicados deve ser informado que apenas o Sindicato presidido por Fábio Cândido pode convocar assembléias e emitir cobranças e discutir os atos de interesse da categoria, inclusive homologar suas rescisões contratuais. “O Sindicato da Padre Anchieta foi condenado porque, mesmo perdendo a representatividade da categoria, continuou mentindo aos sapateiros, afirmando que era o representante deles” explicou o Presidente Fábio Cândido (foto).

HR COMUNICAÇÃO


Escrito por HR Comunicação Multimídia às 09h38
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]